sexta-feira, agosto 18, 2006

Onde andas?

Onde andam as paixões?

Ando a precisar de me inspirar, e tenho-me dado conta que não ha nada como estar “com” alguém pa isso acontecer. Ideias, vontades, desejos, e força.
A paixão inspira.
Penso no ano que passou e lembro-me que muita gente me fez sofrer, mas fizeram sorrir muito mais. Não mais vezes, mas com mais intensidade. E a dor que senti não chegou ao bem que me soube, e me fez.
Sou intensa por natureza e não sei passar imune pela vida nem pelas pessoas. Tudo me toca mesmo sem que eu queira. E não quero saber que seja assim. Porque gosto. Vive-se constantemente na corda bamba, entre a linha que divide o bom e o mau, mas não importa, porque até hoje o saldo tem sido positivo.
As experiências vão-me preenchendo, e so por isso são boas. Todas! Fazem.me maior e mais rica. Fazem crescer ódios em mim mas vejo florir com tanta facilidade coisas boas, que no final, depois das tempestades terem passado, é isso que fica e importa.





Tenho saudades de me apaixonar e de certos sorrisos descarados na minha cara.

3 comentários:

smile disse...

just smile :) you'll see that nothing else mathers **

B.A.B.E. disse...

no dia da partida para o sudas vi algures na net a frase

"quero apaixonar-me ou sentir-me como se"

cada vez mais me apetece sentir-me só "como se"

e isto teria ligação com o post "AMOR?" mas nem me apetece falar sobre isto...

mas o post está mto bem escrito, com aquela sinceridade inconfundivelmente tua que me sabe tão bem ler!

;)

vou-te amando a ti, pode ser?

B.A.B.E. disse...

e quanto ao amor à primeira vista...

acho possível mas difícil!

acho que à primeira vista é mais a atracção física...


(tou com as opiniões tão enferrujadas! DASS! não consigo escrever como deve ser. para alem de ter perdido a prática, passei o dia na cama com dores de período. que raio de dia para voltar ao blog...)