terça-feira, agosto 22, 2006

O Inverno atiça a minha bipolaridade!

O inverno tem assombrado este meu Verão.
Não poder gozar das férias que durante anos e anos me habituei, o tempo piorzito que se fez sentir a semana passada, a amigdalite seguida de uma constipação que ainda está a passar, os dias cada vez mais pequenos, as montras das lojas e os cabides carregados de lã, chachecois, camisolões, calças de fazenda, casacos anos 60 de padrão pied de poule, pumps vertiginosos e fechados que nos deixam os pés a sofrer depois de um dia de chuva e desequilíbrio...
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH



TIREM-ME DESTE FILME!

Mas a verdade é que cedemos.
Eu cedi! E ontem fiz a minha primeira compra para a nova grande estação que se avizinha, enquanto tentava recuperar de uma manhã das piores que tive nos últimos tempos, pelo chiado com a Sari, e depois de termos passado na Sephora e ela me ter oferecido um penduricalho-po-telemovel-que-é-não-mais-que-um-gloss-ultra-brilhante-da-bourjois-e-que-coloquei-junto-dos-meus-corações-ultra-foleiros-como-se-ja-nao-bastasse-uma-piroseira!
Ah...a minha primeira compra, sim, já esquecia depois desta lambidela kitsch: Umas luvas de dedos cortados! (porque as minhas outras do ano passado, iguais às de ha dois anos que perdi durante uma passagem de ano, tinham elástico a mais e eram muito desconfortáveis – apesar de eu as usar na mesma, não é!). Lindas e maravilhosas. Melhor so se fossem assim compridonas tipo PartyGloves, ui que delícia!


Oh well...mas esquecia nas horas as deliciosas das minhas luvas se em troca tivesse antes de comprar um bikini!
Verão o ano todo!
Sim, yah, tardes de domingo de lareira acesa, a família reunida, assar linguiça e comer com pão saloio, ou a mesma lareira com óptima companhia o queijo e o vinho tinto, ou deitar em lençóis de flanela com o peso de 3 cobertores e um corpo do lado, ouvir a chuva a cair e adormecer aconchegado, passear encasacado e comprar umas castanhas assadas na rua... Yah, mt bonito!


MAS


Dêem-me domingos no terraço com a mesma linguiça assada e uma cerveja gelada na mão, o calor de fim de tarde a bater-me na cara, o Dox a brincar com a água da mangueira aos nossos pés, e a esfregar-se na relva verdinha e húmida acabada de regar, e a enorme paisagem alaranjada à nossa frente. Dêem-me o vinho tinto e o queijo, sim, mas numa tasca lisboeta numa dessas noites longas. Dêem-me o corpo numa cama, mas feita de lençóis brancos e frescos acabados de pôr. E uma ventoinha metálica a abanar-me o cabelo e a soprar-me o corpo que escalda de suores quentes. Passear à noite na praia com os pés na areia, e um top sobre a pele bronzeada e brilhante...


AMO O VERÃO, sofro com o inverno!
Não quero dias de chuva e de vento. Não quero molhar a roupa e chegar a casa que nem um pinto e de pés encharcados. Não quero a humidade a ondular-me o cabelo nos dias em que o estico com tanto trabalho. Não quero as noites geladas e ventosas. Não quero as noites negras e o choro. Não quero os dias pequenos e a ausência do sol.


Do Inverno, tenho saudades de muitas coisas, das minhas galochas rosa, de entrar de casacão numa disco, tira-lo e ficar quase toda descoberta...e de...bah, n sei! Afinal, se calhar não são assim tantas coisas!
Acabou-se!
Não quero falar mais sobre ele.


O Inverno atiça a minha bipolaridade...e eu não gosto!

5 comentários:

ShooGirl disse...

AHAHAHAH Ai amiga, já sabes o que penso disto (e da "linguiça" no inverno... hum...), baaaaah...

Começa hoje aqui a lista do abaixo assinado para criar mais um mês de verão... passámos a ter 13 meses (que até vai trazer sorte), e vamos chamá-lo como? Bom, nomes é só para quando o bébé nascer... mas por enquanto vai aqui o meu pedido... MAIS UM MÊS, por favor!!!

Ass: Shoogirl - socia fã do verão nº 62598

Headache disse...

Welcome to my world - terceiro verão consecutivo que teve que ser gramado em Lisboa por motivos acedémicos (primeiro), académico-profissionais (o segundo) e profissionais (este).

Daqui em diante não deve poder piorar muito, acho eu...

Ainda assim deu para apanhar praiinha. O problema é que em mim a cor não fica tempo nenhum e parece já que não andei ao sol tempo nenhum (e até andei).

LadyBOO disse...

como te entendo!

Dr. Cunillingus disse...

eu sou das pessoas estranhas que acha o inverno muito mais divertido por ser imprevisivel ao contrário do verão. O verão é linear... sabe se sempre o que vai (ou não) acontecer.

B.A.B.E. disse...

talvez por ter sido dos verões mais esperados, este foi o verão em que mais tenho pensado no inverno que aí vem...

sabes que o odeio tanto como tu e no outro dia dei comigo a pensar que são as discotecas, os cafés e os jantares contigo que me salvam o inverno. aquela noite de kremlin num dos primeiros sábados como trabalhadoras estudantes vai ficar para sempre gravada na minha memória.

mas claro, dias de praia, festivais de verão, marcas de bikini e noites passadas de top minusculo sabem muito melhor...


vamos para o brasil?