sexta-feira, agosto 18, 2006

Encontro com estranhos





"Acordei enroscada. O espaço era grande, e não entendia bem porquê estar tão próxima de outro corpo que não o meu.
Estava confusa mas inundada de uma sensação estranhíssima de preenchimento. Algo que não tinha há muito.
Lembrava-me apenas que me tinha desprendido de mim na noite anterior. Deixei que a mente se elevasse e se afastasse do meu eu material.
O som entrava em mim, e fazia-me mexer sozinha como se nada mais importasse.

Depois disto não me lembro mais de como tudo começou. Mas tenho em memória que a tua alma subiu la acima junto à minha e lhe fez companhia, e dançaram juntas."

(...)


In Contos Fictícios

2 comentários:

SUSHISTICK disse...

mas de onde desencantaste tu este naco melancólico de plágio, hum? Dá-me ideia de dias de um branco branco...

(e fáxâvor responda a "estranhos".... :P)

B.I.T.C.H. disse...

ò Mr Fish, já que o senhor n me permite comentários no seu espaço aqui fica:

PLÁGIO? MAS QUE MERDA É ESSA DE ACUSAR AS PESSOAS ASSIM À TOA?

ai ai aiiiii k o menino n presta!