sexta-feira, outubro 06, 2006

Ser grande

Para ser grande, sê inteiro:
nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.
Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.





Sim, sei bem
Que nunca serei alguém.
Sei de sobra
Que nunca terei uma obra.
Sei, enfim,
Que nunca saberei de mim.
Sim, mas agora,
Enquanto dura esta hora,
Este luar, estes ramos,
Esta paz em que estamos,
Deixem-me crer
O que nunca poderei ser.





"Ocupas muito espaço", disse ele.

...
E eu sorri!

8 comentários:

Caninas disse...

com a elegância ke te caracteriza ;)

CPiteira disse...

"és linda!" disse eu
:)bjs às duas

Nan disse...

vê como, com três palavras, ele disse tudo?
sorri-lhe para sempre (in your mind) e assim saberás sempre de ti...

Katedrático disse...

este blog agora é so poesia.

Rammiro disse...

Quando vocês escrevem essas coisas apetece-me pontapear a minha cara e perguntar-me porque é que perdi tempo não só em visitar o blog como também ter lido 16 palavras aqui escritas.

Eu quero é javardice e sexo na banheira.

disse...

"Ocupas muito espaço", disse ele.
Que dica.

Headache disse...

Meninas, o subtítulo aqui da vossa sala de visitas ainda diz "e agora que chegou o verão"... é que este verão está a ficar algo frio e chuvoso.

Anónimo disse...

Para ser grande?? fa(-)lo crescer...!