quarta-feira, setembro 27, 2006

Sonha com os meus olhos



Despe-me!
Não.
Porquê?
Porque gosto de te ver com esse vestido.
Porquê?
Porque ficas intensa.
Hum, intensa…
Sim. Ficas mais tu.
E o que sou eu?
És aquilo que vejo normalmente, mas que só às vezes se vê.
E sou escura como este vestido?
Não, és só intensa como a cor desse tecido.
Então toca-me.
Não!
Por cima da roupa, eu deixo o vestido. Vem. Toca-me!
Não…
Porquê? Não me desejas?
Desejo. Muito.
Então porque não me tocas?
Porque te quero ver. Olhar-te.
Sem me tocares?
Sem te tocar!
Sem te tocar?
Sem me tocares...
Assim?
Pára! Não me toques. Senta-te. Fica aí, só na chaiselongue.
Pronto, ta bem.
Quero olhar-te em contraste com o pano cru. E as tuas mãos e os teus pés despidos.
Posso ficar assim?
Sim, mas põe-te confortável e fica quieta um pouco.
Assim?
Isso!...Sabes que gosto da cor da tua pele?
Ainda que não tenha cor nenhuma?
Sim, dessa mesma. E gosto das tuas unhas, e da cor com que pintas as dos pés. As vezes também és essa cor, sabes?
E então?
E então posso.te tocar.
Hum...Deixas-me pôr o vestido desta cor?
Não! Não é o tecido que te pinta, e não é esse o teu tom hoje.
Sabes de que cor me vejo?
Não. Não tenho os teus olhos. Mas as vezes gostava.
Vejo-me vermelha!
Vermelha como as unhas dos teus pés?
Sim.
E então?
Então posso-me tocar.
Sim, podes-te tocar. Só tu. Deixas-me ficar a olhar para ti?
Deixo. Se fechares o olhos e me imaginares com os meus…
Achas que vou conseguir ver?
Sim, vais conseguir sentir!
Prometes que não me tocas?
Prometo que não vais sentir o meu toque.
E se eu sentir?
É porque estás a sonhar com os meus olhos abertos.

4 comentários:

ShooGirl disse...

Amei.

*

B.A.B.E. disse...

piu...



deixaste-me sem ele e só agora o recuperei.

Abssinto disse...

Falam, falam, falam.....

Bem eu não vi a Peaches. Tenho andado a 285 km/h. Um beijo, cachopa

Nan disse...

isto é muito bom....

(curioso, tens aqui duas frases iguais às que eu tenho num rascunho meu...)
:)