sexta-feira, junho 16, 2006

Morreu!





Hoje apercebi-me que morreu.
Já pouco do que nos uniu, nos liga.

Tentei saber em que dia tudo começou, porque como ela costuma dizer "nós raparigas damos muita importância a datas”. E fui lá e comecei a vasculhar nas pastas mais antigas. Até que a voz que muitas vezes tem sido a minha consciência emocional e racional me disse: sabes que isso não te faz bem Filipa!

E sim, desisti (mas sei que voltarei la, nem que seja pa me martirizar mais um bocadinho)…li as primeiras mensagens e quase as achei mais doces do que quando as li a 1ª vez!

Sei que foi em meados de Agosto, e que tudo se desenrolou rápido demais!
Foi paixão geral, e intensa demais. Até a globalização chega aos relacionamentos!

Hoje vi umas fotos.
Vi-as a elas no nosso lugar!
Meteu raiva….sim, doeu um bocadinho.

Mas habituamo.nos.
Com as experiências que o tempo traz apercebemo.nos que não há espaços que nos esperam eternamente E há coisas que um dias passadas a memórias, daí não sairão.

Engraçado como as coisas podem começar do nada, e da evolução dos tempos. Engraçado como apenas duas pessoas (cujas vidas se cruzam ao sabor do acaso…ou não) acabam por fazer mexer com tantas outras pessoas…que se gostaram, que se apaixonaram, que se amaram até (quero acreditar que sim!) e que durante curtos mas intenso tempos viveram umas pás outras.

Sim, sou assim. Dou muiiita importância àqueles que fazem da minha vida aquilo que ela é, aos que me fizeram rir e chorar, sofrer e amar. Àqueles que me preencheram os dias e que foram importantes para mim, e me fizeram sentir importante.

Sei, hoje, que morreu.
Sinto hoje alguma raiva.
Vou continuar a perguntar e a querer saber.
Vai continuar a haver clima, porque esse uma vez criado não desaparece assim à toa.

Sei hoje, que aos pouquinhos nos matámos uns aos outros, e que os poucos pontos de união que existiam, se esvaíram…como o fumo dos cigarros partilhados.
Tal e qual: momentos de prazer que de tão bons que são, não podem passar disso…de momentos.

Obrigada pelos sorrisos e pelas lágrimas!
Só me perguntou, afinal, porque queria tanto que soubessem que gosto (ou gostava…ou gostei?) de vocês!
Se calhar porque acho que nunca o souberam…


Mas enfim, há heranças que ficam…e “isso pa mim é merda”!

2 comentários:

B.A.B.E. disse...

eles sabem. aposto que sabem!

e tu sabes que mais? a vida é isto... as pessoas passam.

e a mim sabe-me bem lidar bem com isso.

;)

CPiteira disse...

gostei d "Até a globalização chega aos relacionamentos!"

n gostei do post

e tb n gostei das fotos
e tb as vi