segunda-feira, março 13, 2006

deixem-me ser

Uso o fio dental de fora, bebo que nem uma perdida, sou escandalosa a dançar, grito na pista da discoteca, eles passam e reparam, respondo se me falam, maquilho-me demais, fumo cigarros grandes demais... chamo a atenção.


E depois não sei o que hei de fazer com ela.




Não era melhor se as pessoas pudessem ser o que são? Melhor isso que fingir, não?

i'm just too true to be good.
E depois
Enfio-me no meu kispo enorme nos transportes públicos e não olho pra ninguém. Não dou confiança, por vergonha. Passo por antipática por isso. Azar. No fundo não quero nem saber... Quando não estou no meu mundo, quando enfrento situações novas, quando me tiram o chão... é ver as mãos a tremer, o coração a acelerar, as palavras a atropelarem-se. Consigo ser mais tímida que muitas miudas de cabelo liso e casaco de malha cor de rosa bébé. Sim. Tímida!
i'm just too true to be good
E parem de me olhar como se fosse crime usar decote! Quando saio à noite não quero saber de posturas. Tenho a minha, as minhas amigas têm a delas, vocês pensem na vossa. Parem de sussurrar e divirtam-te! Dancem! DESLARGUEM-ME! Os vossos falsos pudores irritam-me. Desçam dos saltos e comecem a viver genuinamente, intensamente... façam merda à grande e sintam o gozo do arrependimento. Deixem-me estar, ok? Pensem o que quiserem... mas deixem-me estar!!
Não vou puxar as calças pra cima.
i'm just too true to be good!
Mostro o que tenho e o que sou. Não sou boa, mas sou sincera. E gosto.

3 comentários:

B.I.T.C.H. disse...

Credo...
pa isto ser eu e um texto meu, axo k sou falta cortar a frase do kispo e dos nos transportes publicos...

É tão assim... tão assim..

B.I.T.C.H. disse...

Porra, começo seriamente a ficar preocupada comigo e com aminha deslexia, e com o fosse k começa a haver entre akilo k penso e akilo k faço.

Vou então reformular akilo k keria dizer:

" Credo...
Pa isto podia ser eu e um texto meu! Só precisava cortar a frase do kispo e dos nos transportes publicos...

É tão assim... tão assim.."

B.A.B.E. disse...

ahahaha!


e dos nos?


áo menos fizeste o esforço! mas é o que eu digo. ou deixamos de fumar ou paramos de falar e escrever! as duas juntas não dá!!


*beijo amora