domingo, janeiro 06, 2008

(...)para sempre, meu amor.

Tudo é temporário, precário, consumível, efémero.

Já não há sofás de pele nem cadeiras nem mesas centenárias de madeira massiça. Já não há televisões herdadas, rádios nem máquinas de costura. Já não há telemóveis ou computadores do irmão mais velho. Já não há carros, motas, casas de família. Já não há casacos de peles, sapatos com solas novas, malas. Já não há colares de pérolas nem brincos de diamantes nem cordões em ouro de 4 laçadas da bisavó. Já não há cafés, restaurantes, parques. Já não há empregos de 40 anos, nem amizades.

Agora há o IKEA e a Divani&Divani. A Sony e a Philips e outras marcas brancas. Há Nokia e promoções de Natal e Mac´s ou Pc´s. Agora há Ferrarris para quem os pode trocar por Lamborghinis daqui a 2 anos, há Vespas e apartamentos por empréstimo a 70 anos. Agora há napa e Bershka, e saldos a 50 % e carteiras coloridas de plástico. Há a H&M, o pechisbeque e a Acessorize. Agora há um café novo na esquina com cadeiras modernas onde não se pode fumar, há restaurantes para se almoçar por 7 euros e jardins novos sem mesas de dominó. Agora há contratos de seis meses e doenças prematuras que nos levam pessoas e a nós mesmos.

Agora há o hoje sem esperança, ou vontade, que dure até ao prolongamento de amanhã e pouca coisa que fique para sempre.


Amortecidos nestes tempos escassos e gordos em que vivemos, impõe-se a pergunta:


O que será do amor eterno?


7 comentários:

Mike disse...

Fantástico texto!
Eu para já, ainda só me questiono "o que será feito do amor?". Ainda não cheguei ao eterno. Penso que a resposta à tua pergunta é simples: não queremos nada eterno. Dá mais trabalho preservar. E se pudessemos ter memória descartável, não escolhiamos recordar. Cabe-nos a nós, a cada um, a obrigação de fazer durar. Mas para isso, teriamos que desligar os computadores, as TVCabos, os telemóveis e procurar no contacto social tudo o que é e-t-e-r-n-o.
O problema é que dá trabalho...

●Pips● disse...

Gostei!
Há muito tempo que já não lia textos assim.
Tenho saudades de escrever, mas não tenho vontade nem inspiração...

Desafio-te a fazeres parte do Movimento Kic Chic! Contribui com este texto ;)

http://mouvementkicchic.wordpress.com/

The Lost Bum disse...

Clap...clap...clap...

B.A.B.E. disse...

espero que dure. pelo menos o nosso...

(mto bom*)

LadyBOO disse...

a minha amiga é genial ;)

misskitsch disse...

Transvestiu-se de "será eterno enquanto dure" :s

Luís Porto disse...

'que seja eterno, enquanto dure' ne?
Bom Post :)

e gostei muito do blog.