quinta-feira, janeiro 17, 2008

Pata negra na poça

Ela chegou à cozinha e eu estava de faca de serrilha em punho direito e a evitar que as unhas vermelhas da mãos esquerda se cravassem naquele pedaço de carne meio lambido e humido do frigorífico.

- O que é que tas a fazer?
- A cortar presunto.
- Hum...
- O que é que ela ta a fazer?
- Não sei, cheguei aqui e ela tava assim, nesta figura, de faca na mão como se tivesse a tentar cortar um boi aos pedaços...


Não sei onde estava com a cabeça quando resolvi trocar as embalagens de fatias "finíssimas" de presunto, por um naco de 500 gr inteiro, só porque saía mais barato.

- Pronto tá bem. Mas fiquem conscientes que acabaram de me fazer deitar 7 euros fora! e pousei a tampa metálica do caixote do lixo.

1 comentário:

CPiteira disse...

n percebi nada...

a sério
tenho um bocado d vergonha d dizer... mas n percebi.

...
:(