domingo, abril 22, 2007

Question "One night stand - the rules!"

Nunca ninguém me disse, nem vi escrito em lado nenhum, nem me ensinaram isso quando era era mais petit,

MAS

eu acho que existe uma regra para as one night stand que entre outras coisas diz:

1. A parte mais interessante é definitivamente a sedução e a tentativa.
2. Deixar que o sexo aconteça é a garantia para que nunca mais nada aconteça com o mesmo interesse.
3. Quando se termina, beijos, carícias, mimos, manifestações de afecto e outras coisas que tais, deixam de ser permitidos.

Se calhar devia haver um Manifesto, uma declaração oficial, um documento escrito, assinado e registado, uma acta pública onde constassem todos os pontos subjacentes a este tipo de relacionamento.

Não?

17 comentários:

ricardo disse...

Sim. De preferência escrito por uma mulher, para depois não se queixarem que isto e aquilo. Um parágrafo chega, parece-me.

The Guy You'll Never Fuck! disse...

smells like porkinha spirit ;)

B.I.T.C.H. disse...

The Guy You'll Never Fuck: smells like i would never want to fuck a guy with no tomatos! ;)

Ricardo: pq?

ricardo disse...

Porque se um homem souber as linhas com que se coze pode fazer logo as coisas de forma a que a mulher, no final, não se sinta melindrada com merdices que não interessam para nada.
One night stand é one night stand e ponto final. As regras já estão definidas por defeito. Sedução, beijocas, coisital se as beijocas souberem a pouco, adeus foi um prazer. Simples, não é?
Isto partindo do princípio que estamos a falar do mesmo, Bitch.

B.I.T.C.H. disse...

Pordefeito, sim...
a minha questão era: porquê o interesse em ser uma mulher a escrevê-lo!
a segunda questão é: por ser uma one night stand as coisas têm de ser druas?

B.I.T.C.H. disse...

*cruas

ricardo disse...

Se se vai entrar no jogo da sedução, beijocas, etc. com a predisposição que é só isso, então não é preciso definir regras nenhumas porque elas já estão definidas. Não percebo o que entendes por cruas. Carnais? Despidas de sentimentos? Acho que sim. Para que ninguém saia magoado. Se for com um estranho, nem vale a pena pensarmos mais nisso, se for com um amigo é encará-lo com um sorriso nos lábios no dia seguinte.
Porquê uma mulher a escrever as regras? Ora, porque a tendência é para que, nos afterwards, seja a mulher a ficar com macaquinhos na cabeça. Estou injustamente a generalizar, admito, mas é a vida. A minha, anyway. Foram cinco anos num curso de línguas, sabes? Não é fácil (as mulheres; o curso é uma tanga...)

Mak, o Mau disse...

First rule about the one night stand rules: You do not talk about one night stand rules...

Rules are made for thinking one night stands are made for fucking...

ricardo disse...

Olha, o mak é que disse tudo. Parabéns, mak, o mau. És bom, pá.

B.I.T.C.H. disse...

Damn you, boys!

CPiteira disse...

acho delirante...

http://www.metacafe.com/watch/440389/one_night_stand/

...e apropriadíssimo (ou não!:)


Ps- ali o Mak é bom! ou será mt Fight Club?








Pip's... beijos pra si!

Mak, o Mau disse...

O quê, existe um filme chamado Fight Club, onde alguém enumera regras e a primeira das quais é que não se pode falar do próprio Fight Club?

Damn, lá vai com os porcos 50% da originalidade...

;)

Francis disse...

não percebo porquê tanta admiração, não vai tudo ao mesmo ?

B.I.T.C.H. disse...

Hum...não é admiração, é mais uma espécie de constatação constante, que de tempos a tempos me irrita.
mas o defeito é definitivamente meu que tenho demasiado amor pa dar!

Piteira: miss u girl

Mak: seu mauzão

Francis: já respondi.

Peixinha disse...

Axo que se houvesse um Manifesto sobre todos os tipos de relação, com todas as regras bem explicadinhas, era bem mais fácil...e não havia desentendimentos.
Mas também perdia um bocado da graça ;)

Bruno disse...

eu apoio esse manifesto!!!!
acho que a seguir à CRP, devia ser o documento mais importante para qualquer português(a)!!!!

Jorge disse...

Acho que já toda a gente devia saber disso.
Ainda assim, mesmo celebrando o acordo no inicio, ainda há quem pense que consegue um namoro atrelado a uma queca.