quinta-feira, dezembro 07, 2006

São as aspas menos aspas da minha vida...

"Eu não sou mulher de cheirar a roupa do marido nem de mexer em cartas ou papéis, disse também, acho que sou muito pior, farejo a alma vasculho as palavras, espio os sentimentos: preciso saber se ele é o que parece, inteiro, seguro de si, em paz consigo próprio, ou se há nele tantos eus como há em mim, tão diversos que possam justificar a diferença, tão contraditórios que possa confundir os sinais. Há uma parte de mim que vem intacta da infância. É neurótica, insegura, irracional, mas continuo a acarinhá-la e a usá-la sempre que preciso de ter pena de mim e de merecer o meu amor..."


Germano Almeida
As Memórias de Um Espírito
...é tão isto!

2 comentários:

B.I.T.C.H. disse...

Mereces no mínimo alguem que se aproxime a tudo o que és (e isso é tão dificil)!

E vou gostando de ver isso a acontecer...e vou ficando por perto. ;)

Assacínica disse...

Desculpem a invasão... Mas estava de passagem e li-me! Pois... É isso