quarta-feira, maio 16, 2007

pródiga

Ontem a Sarota fez anos.

Liguei-lhe para saber o paradeiro.
Saí da agência as 22h e sem vontade de conduzir até ao ponto de encontro.
Tava frio, merda que esqueci-me que ia tar na rua até à noite que esfria sempre.
Rock in Chiado!? Oi? Tá, não conheço mas vá, vamos lá.
Não vais arranjar uma desculpa e enfiar-te em casa só porque andas feita bicho do mato.
Estacionei mt bem estacionada (abençoada terça feira que a meio do mês faz resistir mt gente a sair de casa e a deslocar-se de armas e bagagens po Bairro).
Pertinho pertinho. Dois passos estava à porta com uns braços abertos que me aconchegaram.
Amora, que saudades. E que bom que vim.
Entrei e mais braços e abraços, e sorrisos e beijinhos e saudades apalpões e risos.
Um xi-coração apertadinho à aniversariante e palavras segredadas de carinho.
Muito mimo das amigas de quem, sem ter sequer percebido, morria de saudades!

Soube bem! Soube TAO bem.
Era noite de forró naquele “antro” que antes acolhia um clube de strip.
Negões (poucos e não muito gostosos) testavam, como quem ensina, o nosso jeito pa passinhos baianos.
Todas safadissímas, umas porque nasceram com a ginga, outras porque vieram do Rio ha 3 semanas, outras porque passam muitas férias lá. Não nos deixámos ficar.
Rimos, conversámos, contámos novidades, dançamos, tivemos pertinho umas das outras e senti o vosso perfume e o aconchego dos vossos abraços.

Sabe bem regressar a casa!
Fiquei com muitas saudades de coisas passadas.Coisas que pelo primeiro ano na vida, não posso ter com a facilidade com que sempre tive.
Férias, verões, fins de semana, saídas, noites, tardes de sol na praia, tardes de chuva num café.

Tenho saudades vossas. Das roadtrips. Do riso compulsivo. De falar alto quando me apetece. De passar manhãs, tardes e noites em estados alterados e partilhados.

Gosto de vocês.
Tenho saudades.

9 comentários:

code disse...

Já não tens tantas saudades de ti?

abraço,
André.

RP disse...

Sinto falta dos finais de tarde de verão. Aqueles que duravam para sempre.

Isabel Paixão disse...

Sabe sempre bem voltar.... Beijinhos

Francis disse...

perfeito.

B.A.B.E. disse...

adormeci a pensar que quero ir passar um fim de semana ctg no algarve, quero tatuar uma coisa ctg no aniversário dos 20 anos, quero olhar pra ti nos olhos quando eu estiver no altar, e quanto tu estiveres no altar, quero ir buscar os teus filhos à escola (mesmo quando estiveres em casa a descansar), saber das tuas discussoes com o teu marido, das tuas conquistas no emprego, dar-te a mao quando fores velhinha e adoeceres.


voltei à tatuagem. quero mesmo!

aceitas?

e depois bateu-me: fazemos 20 anos já daqui a 2 e meio!



tu já sabes, e eu já sei, e toda a gente já sabe... até vocês que nao nos conhecem mas no lêem de vez em quando, anonima ou assumidamente...

gosto de ti, amora*

cochiuato disse...

3ª feira é o melhor dia para sair no Bairro Alto.

Francis disse...

ena pah, b.a.b.e. que optimas palavras, pitty im not a bitch...

Headache disse...

A ideia da tatuagem é brilhante.
Duas metades?

B.A.B.E. disse...

headache: hmm, acho q não somos pessoas de metades. tenho cá umas certas ideias q gostava mto. mas ela ainda nem aceitou a minha proposta de a fazer :P

rp: os fins de tarde de verão que duravam pra sempre foram os do inicio dos anos 90 quando ouve aquela confusão de fusos horários e Portugal passou o verão com sol até às 22h. eu nao me lembro, mas a minha mãe diz que nunca me viu tão feliz! adoro fins de tarde de verão!