quinta-feira, fevereiro 23, 2006

Brinca comigo a ver se eu deixo.
Tenta… para ver se me aleijo.


Não me torces, não me pegas. Não me viras ao contrário. Vai com calma. Tem calma…
Temos tempo para isto e para muito mais.





Vamos brincar? Vamos.


Sinto-te aí ao longe. Pensas alto demais e eu percebo-te tão bem.
Fazes de mim o que eu quiser fazer de ti, e o que eu quiser que faças comigo, fazes comigo. O resto, não. De resto ficas quieto e esperas que te mande avançar.

Quieto!
E pára de pensar que não me deixas dormir!







Vem, anda p’ro pé de mim e abraça-me. Ficamos aqui, sim?
Sim, desculpa. A culpa foi minha.
Anda, beija-me.

Preciso que me peças para fazer amor contigo. Pedes?
Pede… para me ouvires dizer que não.



Tenta… para ver se deixo.

1 comentário:

fufufufu disse...

bora faze-lo? :)