quinta-feira, janeiro 26, 2006

No meu tempo havia uma coisa muito bonita chamada Sedução!


Seduzir implica risco. E vocês não estão dispostos a arriscar. Levar um não doi demais e doi ainda mais para um macho orgulhoso...

Pois bem...

Entram em cena as "mulheres machas" que tomam conta da situação. Andamos com preservativos na mala, pomos a mão na vossa breguilha, queremos tanto ou mais sexo que vocês. E aí queixam-se que dominamos. Assustamos os pobres machinhos...

Mas não vos fere o orgulho ver uma mulher a convidar, a ir buscar a casa e a pagar a conta no fim? (sim, igualdade... bullshit)

E uma miuda a agarrar-vos no pescoço e e arrancar-vos o primeiro beijo? Não é estranho?

Sermos nós a dizer: estou sozinha em casa, não queres passar lá?

Não podemos seduzir. Fica mal, somos mal vistas. Ou pelo menos a nossa sedução não pode passar do decote e do sorriso provocante. Senão somos cabras...

...e assim vai morrendo a sedução.

E que quem ganha com isto são as espertas que se mascaram com o casaquinho de malha, falam doce e comem-nos a torto e a direito.

As outras ficam com a fama. Obrigadinha.

Digam-me lá então... como é que se seduz?!

6 comentários:

Arrrtú disse...

Vejo que o tema está a dar que falar... e acho bem. Assim sendo, tento adicionar argumentos ao meu ponto de vista.

Nao, nao quero uma mulher macho que me venha seduzir e que me guie o carro, me traga a casa e pague as contas. Nao só pelo orgulho, mas tb por lembrar que o meu pai e o meu avô nao fizeram isso e nao iam gostar da minha prestaçao.
É óbvio que os tempos são outros, e as próprias mulheres ja dão gritos de (in)dependência. Ainda bem.

O que eu acho, e a unica coisa a que me referi até agora e que volto a repetir, é que:

O homem nao tem paciencia de chines.

Eu nao sou um D.Juan, mas cá vai... Creio que até tentamos seduzir, cada um à sua maneira, com serenatas, poemas, alcool, sms... abrimos a porta do carro, pagamos o café. Mostramos o que queremos, de formas mais ou menos subtis. Fazemos muita coisa, abdicamos tambem, corremos atrás. Convidamos prum teatro , paramos a nossa vida pra ter mais 10 minutos da vossa companhia. Fazemos o que nao fariamos se ela fosse só mais uma...

É uma maneira de seduzir, talvez diferente do tempo dos nossos pais (queriam voces conhecer o meu pai... esse sim tem o dom do galanteio!), mas por termos mulheres que tambem sao diferentes das nossas maes.

Será que somos subtis demais? Ou será que temos que tentar seduzir a maioria das mulheres para mostrar que sabemos seduzir? Somos obrigados a mostrar a nossa virilidade mesmo pra quem nao nos interessa de verdade? Sei la... acho que em Hollywood talvez seja mais facil seduzir, mas eles lá tem o texto num papel.

Mas a sedução tambem tem que ter o seu feedback. Nao digo que a partir das nossas primeiras "dicas" voces tenham que partir pro beijo na boca. Nem voces, nem nós queremos isso. Só digo é que é bom receber um indirecto "tás a ir no caminho certo" ou um "Oops, wrong way mister". Para termos uma analogia, que até vos vai agradar, pensemos num cão. Pavlov e tal, remember? Se lhe queremos ensinar alguma coisa, tem que ser através de incentivos. Ele porta-se bem, damos-lhe um biscoito. Tão facil como isso. A partir daí, quem corre por gosto nao cansa, minhas amigas.

É melhor isso do que andar 3 meses a ser aquela "simpatxia" e depois receber um "ah, ele é querido!". Isso nao chega. Prefiro um não a um "ele é querido". Prefiro um tapa na cara a uma festinha na cabeça. E prefiro evitar todos os rodeios e que, ao primeiro sinal meu de atracção, ela me dê um cartão amarelo (quem sabe um "tu és querido" logo no primeiro encontro). Queridos sao os meus amigos, aqueles que eu guardo no peito.

Bem, este comment ja vai mais longo do que os meus posts do blog, mas enfim... espero ter esclarecido algumas mentes.

beijos e abraços!

*todas as tecnicas de seduçao referidas foram utilizadas por mim, de forma mais ou menos directa, sem ter sequer miragem de sucesso. Falta de jeito? Falta de sorte? Falta de mulher? É somar o três e dividir por dois.

B.I.T.C.H. disse...

"Eu nao sou um D.Juan, mas cá vai... Creio que até tentamos seduzir, cada um à sua maneira, com serenatas, poemas, alcool, sms... abrimos a porta do carro, pagamos o café. Mostramos o que queremos, de formas mais ou menos subtis. Fazemos muita coisa, abdicamos tambem, corremos atrás. Convidamos prum teatro , paramos a nossa vida pra ter mais 10 minutos da vossa companhia. Fazemos o que nao fariamos se ela fosse só mais uma..."



Bom, bom bom, apesar de eu ser o tipo de miuda que gosta de conduzir o carro e ser eu a escolher a ementa e o vinho, axo que isto apenas se tornou assim, pk desde mt cedo, kis garantir a mim mesma que se um dia não tivesse um homem que me fizesse isto (coisa k vim a descobrir que é mais normal do k eu desejava) então teria de ser eu propria a saber sobreviver sozinha, e dar estes mimos a mim mesma, e seu eu a seduzir-me a mim!

Mas...isto de sermos cada vez mais assim, julgo que n passa de uma jeito reactivo de sermos, uma reacção, um efeito secundário, ao facto de haver cada vez menos meninos dispostos a fazer isso tudo que descreves em cima, e que deixa-me k te diga: axo muito já!
Quem dera a muitas miudas ver essa tua sedução, nakeles que consideram ser os seus princpes encantados.

Portanto te digo: não entras para as estatisticas dos "meninos que já não seduzem!"...e se continuares a ser assim...nunca entrarás!

Txi gosto Artúzinho...
e já agora: és um kerido! pk és mesmo...

Porcotte Pink disse...

Eh pá... Este post... É como uma leitura do meu pensamento, escrito por vocemessê. E digo isto: se não gostam de gestos arrojados de vez em quando, comam menos.
E tenho dito!

RPC disse...

Não concordo com a parte em que dizes que as Mulheres não podem seduzir! Mas afinal estamos a falar da mesma coisa? No meu mundo elas seduzem! E não são mal vistas! Uma coisa é uma Mulher seduzir um homem sem ser digamos "pornográfica", dar a entender que gosta dele e ser provocante mas numa cena mais íntima, outra coisa é tentar seduzir meia dúzia de gajos ao mesmo tempo e dar nas vistas! E não me assusta uma Mulher que meta a mão na breguilha, que seja mais directa, só me assutava se tivesse vindo de outra há pouco tempo... De qualquer forma eu não acredito muito nesses encontros imediatos do tipo "Queres *oder? E já agora como te chamas?". Isso a mim não me diz nada. Prefiro esperar mais algum tempo e conhecer a pessoa.

PS: Curto este blog, tá potente!

L'enfant Terrible disse...

Ora boa tarde!

Este tema vem mesmo a calhar...

Adoro o jogo de sedução e da mulher que dá um metro de corda e tira meio mas se hoje em dia é complicado achar o "cavalheiro" também é muito complicado achar uma "dama".

Onde estão as mulheres que dão mais valor e apreciam o gesto de um homem a abrir a porta ou a saber escolher um vinho em vez dos playboys da t-shirt colada e reis dos shots?

O homem pode ter perdido algumas qualidades, mas a mulher muitas mais.

A sedução está fora de moda, as pessoas estão vorazes de experiências a todo o nível e a sedução rouba tempo que a maior parte não estão dispostas a perder.

Tenho pena, porque no amor e na guerra, o que engrandece a vitória não é a vitória em si, mas o esforço dispendido nela.

L'enfant Terrible disse...

.